Diferença e Descobrimento
O que é o imaginário? [A hipótese do excedente de significação]
Juremir Machado da Silva



ISBN: 978-85-205-0781-0
Categoria: Sociologia da Comunicação, Comunicação, Filosofia
Edição: 1ª edição - 2017
Formato: 14 x 21 cm.
Nº de Pag.: 175
Peso: 0,221 Kg
Preço: R$ 35,00

O que é o imaginário? A resposta mais simples, a primeira que vem à cabeça de qualquer um, não resolve a questão: aquilo que imaginamos, o produto irreal da nossa imaginação. A palavra imaginário disseminou-se como um vírus poético nas últimas décadas. Aparece por toda parte, em discursos políticos, em análises eruditas, em narrações de futebol, na publicidade, na literatura, no cinema, na internet, em conversas de bar, em discussões apaixonadas de casais em crise na relação... O imaginário tomou, até certo ponto, o lugar de termos como ideologia, representação e subjetividade. Mas o que é mesmo o imaginário? É possível defini-lo, cercá-lo, conceituá-lo?
Neste livro, produto de décadas de dedicação e pesquisa sobre o tema do imaginário, defende-se uma hipótese: o imaginário é um excesso de significação que dá sentido às experiências de cada indivíduo. Imaginário é aquilo que produz e é produto de diferenças e descobrimentos. Um processo de singularização. Para chegar a essa conclusão, são abordadas diversas relações: imaginário e surrealismo, imaginário e irrealidade, imaginário, simbólico e hiper-realidade, imaginário e história, imaginário e agendamento, imaginário e ideologia, imaginário e interpretação, imaginário e devaneio, imaginário e revelação, diferença e fantasia, imaginário e ilusão.
Confira a fanpage da Editora Sulina www.facebook.com/editorasulina

 

 

 
 


Voltar | Imprimir

 

Os dados pessoais fornecidos pelos usuários do site www.editorasulina.com.br são assegurados pela seguinte Política de Privacidade