Editora Sulina
0

    Sua sacola está vazia.

Entregamos para todo o Brasil
Correios (PAC, SEDEX)
Em breve por transportadora
Forma de pagamento flexível.
Parcelamento em até 18X
CARTÕES DE CRÉDITO E DÉBITO | BOLETO | DEPÓSITO
Entrega expressa para Porto Alegre
COMPRE AGORA
Voltar

Máquinas de ver, Modos de ser

Vigilância, tecnologia e subjetividade

Fernanda Bruno
Coleção: Cibercultura | outros livros desta coleção

ISBN: 978-85-205-0682-0
Categoria(s): Comunicação    Ciberespaço    Internet
Edição: 1ª - 2013
Formato: 16 x 23 cm
Nº de Pag.: 190
Peso: 0,300 Kg

Disponibilidade: esgotado

Numa época que levou a visibilidade ao paroxismo, não é fácil compreender quais são os limites e as fendas de nosso campo de visão: o que vemos quando olhamos, e por quê? O que veem, e o que não conseguem enxergar, esses múltiplos olhares que persistentemente nos esquadrinham? Difícil é identificar, porém, o que se exclui desse território em vertiginoso alargamento: o que deixamos de vislumbrar por tanto querer vigiar e mostrar, enquanto rascunhos imprevistos vão se gestando nas nervuras menos aparentes desse “regime”.
O livro percorre de modo instigante os múltiplos aspectos de uma vigilância distribuída por redes cujos fios passam tanto por procedimentos de segurança e controle quanto por processos subjetivos, afetivos, estéticos, todos eles misturados às tecnologias por onde se inscrevem os rastros de nossas ações cotidianas: meios massivos de comunicação, Internet, smartphones, dispositivos de geolocalização, câmeras de vigilância etc. Mas se corporações e Estados monitoram avidamente a trilha de ouro de nossos rastros, outras táticas disputam estas mesmas tecnologias, operando seja ações de contravigilância, seja gestos políticos e artísticos que criam brechas na exasperada busca contemporânea por visibilidade.
As faces deste processo pleno de ambiguidades se tornam especialmente sensíveis pelo modo como a autora nos convida a percorrer a trajetória de uma pesquisa iniciada em 2003, chegando até a ponta afiada do presente. A inserção de passagens do blog que acompanha a pesquisa oferece um interessante diário de bordo que, dialogando com o texto principal, conduz o leitor na travessia por conceitos, práticas e exemplos recentes que articulam máquinas de ver e modos de ser.
Confira a fanpage da Editora Sulina www.facebook.com/editorasulina

Entrega: Correios e Motoboy (Porto Alegre).

Forma de Pagamento: Depósito em conta corrente ou PagSeguro (cartões de crédito, débito e boleto bancário).

OBRAS RELACIONADAS