Editora Sulina
0

    Sua sacola está vazia.

Entregamos para todo o Brasil
Correios (PAC, SEDEX)
Em breve por transportadora
Forma de pagamento flexível.
Parcelamento em até 18X
CARTÕES DE CRÉDITO E DÉBITO | BOLETO | DEPÓSITO
Entrega expressa para Porto Alegre
COMPRE AGORA
Voltar

Desordens da Vida, As


Jacques André

Organizadores: Raquel Moreno Garcia

ISBN: 978-85-205-0843-5
Tradução: Vanise Dresch
Categoria(s): Psicanálise    Freud    Estudos psicanalíticos
Edição: 1ª edição
Formato: 14 x 21 cm
Nº de Pag.: 231
Peso: 0,304 Kg

Disponibilidade: esgotado

O livro As desordens da vida, constitui-se em uma reunião de artigos de Jacques André organizados em três capítulos: Metapsicologia e clínica, Sexualidades e A análise e o analista. O texto da obra compõe-se de marcas impressas da psicanálise, esta, para além da falada, a vivida.
Sobre a Metapsicologia e a clínica aborda a tradução dos tempos de constituição da sexualidade, do psiquismo em seus padecimentos e apremios (infortúnios) da vida. É primeiramente à análise, ao analista, que o isso resiste. Quando o eu do paciente, ao contrário, já se habituou e conformou há muito tempo. A questão prática se apresenta por si mesma: de onde pode surgir a plasticidade que permita à vida psíquica mudar de forma para se tornar finalmente uma vida?
Sexualidades, capítulo que se debruça nas manifestações da sexualidade para sempre infantil, em suas possibilidades de transformação, transcrição ou na insuficiência destes processos, o compulsionar que sentencia. O ser humano é identificado primariamente, em especial, por aquilo que emana do inconsciente parental, processo que é anterior à possibilidade de dispor de recursos psíquicos para o reflexivo: identificar-se.
Um dos méritos do mundo psicanalítico de hoje e dos pacientes “inéditos” que ele oferece está em abalar algumas construções e revelar sua natureza de simples montagem precária.
Finalizando, A análise e o analista, uma reflexão e convocatória sobre a responsabilidade da psicanálise em não recuar diante da parte mais sombria do humano, diante da violência da coisa psíquica neste percorrido intenso transfero-contratransferencial. O amor de transferência pode se tornar a mais obstinada das resistências, mas pode ser que não se chegue a nada sem ele. A psicanálise não se contenta com buscar o sexual inconsciente nos interstícios da fala; ela mesma sexualiza a situação ao se oferecer como o encontro com o mais íntimo e o mais estranho.
Confira a fanpage da Editora Sulina www.facebook.com/editorasulina

Entrega: Correios e Motoboy (Porto Alegre).

Forma de Pagamento: Depósito em conta corrente ou PagSeguro (cartões de crédito, débito e boleto bancário).

OBRAS RELACIONADAS